DECRETO Nº 10/2020: Um tempo de misericórdia especial em nossa Diocese de Grajaú

MAIS NOTÍCIAS

BAIXE AQUI O DECRETO EM PDF

Por amor ao Rebanho que se encontra nesta porção do Povo de Deus na Diocese de Grajaú, buscando o bem e a salvação das almas, neste tempo de COVID 19, sentido o sofrimento e o desejo dos nossos fiéis, o Bispo Diocesano de Grajaú, Dom Frei Rubival Cabral Britto, instituiu na tarde desta terça-feira (07/04), por meio do Decreto de Nº 10/2020, “Um tempo de misericórdia especial em nossa Diocese”, iniciando com a Celebração da Ceia do Senhor e concluindo-se com a Solenidade da Ressurreição do Senhor.

 

Leia na íntegra o decreto.


DOM FREI RUBIVAL CABRAL BRITTO OFM. CAP.
por mercê de Deus e da Santa Sé Apostólica
BISPO DIOCESANO DE GRAJAÚ

Por amor ao Rebanho que se encontra nesta porção do Povo de Deus na Diocese de Grajaú, buscando o bem e a salvação das almas, neste tempo de COVID 19, sentido o sofrimento e o desejo dos nossos fiéis,

DETERMINO,

– considerando o complexo e grave quadro gerado pela pandemia de COVID 19;

– considerando as impossibilidades dos mutirões de confissões, as grandes distancias entre as comunidades rurais, e a dificuldade nos acessos por canta das chuvas;

– considerando o cuidado e a preservação da vida de nossos sacerdotes e dos fiéis;
– considerando as necessidades de nossos fiéis de celebrar o perdão, estando impossibilitados da graça sacramental;

– considerando o empenho pastoral de viabilizar os ensinamentos do Papa Francisco no seu pronunciamento no último dia 20 de março de 2020;

– considerando os ensinamentos do Catecismo da Igreja, números 1451 e 1452, citando o Concílio de Trento, orientando que entre os atos do penitente, a “contrição” ocupa o primeiro lugar; Ela é “uma dor da alma e uma reprovação do pecado cometido, com o propósito de não mais pecar no futuro”. “Uma tal contrição perdoa as faltas veniais: obtém igualmente o perdão dos pecados mortais, se incluir o propósito firme de recorrer, logo que possível, à confissão sacramental”. Portanto, na expectativa de ser absolvido por um sacerdote, assim que as circunstâncias permitirem, é possível ser perdoado imediatamente com esse ato;

– solicitamos, com base no esquema de contrição sugerido por Pe Sérgio Gallina, Fdcc, aos Párocos, Administradores das Paróquias e Áreas Pastorais desta Diocese de Grajaú, tendo como missão ajudar os nossos fiéis a experimentarem a proximidade e o Amor Misericordioso de Deus, seja este esquema, divulgado amplamente, a saber:

Caminho a ser percorrido pelo fiel:

1- Procurar um lugar tranquilo, reservador que favoreça a oração: “Quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta e ora ao teu Pai em segredo; e teu Pai, que vê num lugar oculto, recompensar-te-á” Mt 6,6);

2- Pondo-se na presença de Deus, de joelhos, fazer o sinal da cruz e rezar pedindo ao Senhor o dom do Espírito Santo para acolher o perdão de Deus e viver, ressuscitado, em comunhão com Deus e com os Irmãos;

3- Sentar-se e ler o Evangelho de Lucas 15, 4-7. Fazer a leitura pausadamente, com calma, procurando ouvir a voz de Jesus;

4- Permanecer em silêncio e procurar sentir a alegria do encontro com Jesus o Bom Pastor,
pois, Ele se importa com aqueles que o procura de coração aberto e sincero;

5- Pensar na sua vida, nas suas atitudes, e no seu relacionamento com Deus, com seus
familiares, amigos, colegas e a Igreja;

6- Identificar aquilo que fez (ou deixou de fazer) que não foi bom, ou foi motivo de tristeza, de sofrimento, de divisão com os outros e, como sugeriu o Papa Francisco, pedir perdão. (“fale com Deus, ele é seu Pai. Diga-lhe a verdade: “Senhor, eu fiz isso e aquilo. Perdoa-me”. “Peça-lhe perdão de todo o coração, com o Ato de Contrição e prometa-lhe: Depois, eu vou me confessar, mas perdoa-me agora”. E logo você retornará à graça de Deus. Você mesmo pode se aproximar, como o Catecismo nos ensina, do perdão de Deus sem ter um sacerdote. Pense nisso: este é o momento! E este é o momento certo, o momento oportuno. Um Ato de Contrição bem feito e a nossa alma se tornará branca como a neve”). Papa Francisco

7- Permanecer um pouco mais em oração, agradecer a Deus pela sua Misericórdia para
consigo, acolhendo o perdão que Deus te concede, deixando que a alegria tome conta do seu coração.

8- Comprometer-se a fazer um pequeno gesto que manifeste para si e para Deus a sua
conversão, e ao concluir a oração retomar o caminha da vida nova;

INSTITUÍMOS,

UM TEMPO DE MISERICÓRDIA ESPECIAL EM NOSSA DIOCESE. Iniciando com a
Celebração da Ceia do Senhor e concluindo-se com a Solenidade da Ressurreição do Senhor.

Seja esse tempo fecundo em Misericórdia.

Dado e passado na Cúria Diocesana, na Episcopal Cidade de Grajaú, no terceiro ano de nosso Pastoreio. Grajaú, 07 de abril de 2020.

 

Dom Frei Rubival Cabral Britto OFMCap.

Bispo Diocesano de Grajaú

Ir. Maria Clara Nascimento Santana

Chanceler

Notícias recomendadas

Comentários

Publicidade

MAIS LIDAS

Paróquia São Francisco de Assis | Grajaú, Canoeiro

Endereço: Av. Grajaú, s/n – Canoeiro, Cx. Postal 21 CEP: 65.940-000 - Grajaú-MA Fone: (99) 3532–6261 Pároco: Pe. Ermando da Conceição Nascimento: 15/01/63 Ordenação: 27/05/95 E-mail: [email protected]   Área Missionária São...

CNBB abre oficialmente 55ª Assembleia Geral da entidade

A 55ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) foi aberta nesta quarta-feira, dia 26 de abril, durante cerimônia realizada no...

Sugestões para a reunião com os coordenadores dos Círculos Bíblicos

BAIXE A SUGESTÃO PARA REUNIÃO EM PDF ATENÇÃO: Onde a paróquia for organizada em setores, seria interessante fazer esta reunião nos setores com o envolvimento...
X