Paróquia Nosso Senhor do Bonfim apresenta sugestões para celebrar o Ano Mariano

MAIS NOTÍCIAS

O Ano Nacional Mariano 2016 – 2017 foi proclamado pela CNBB, em comemoração aos 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, nas águas do Rio Paraíba do Sul em 1717.

O Ano Mariano será uma grande oportunidade de crescimento e amadurecimento na fé. Somos convidados a imitar Maria, sobretudo, em sua atitude orante (Lc 2, 16) e missionária (Lc 1, 39).

Desse modo, ‘queremos nos deter diante da imagem de Maria, portadora da Palavra Divina, e permanecer diante dela em oração pessoal ou comunitária’. Queremos ser atraídos ao encontro da Palavra de Deus, Jesus Cristo, o filho de Maria (Lc 1, 3. 43; Gl 4,4).

Além disso, ‘queremos viver um Ano Mariano Missionário. Devemos levar a Palavra “no colo de Maria” a todos, sobretudo aos que estão mais afastados. Muitos irmãos e irmãs com sede e fome do pão da Palavra de Deus nos esperam’, aguardam a visita de Maria.

Assim, façamos das palavras da presidência da CNBB na mensagem de abertura do Ano Nacional Mariano, a proposta por excelência para viver este ano: ‘Nós esperamos muito que o Ano Mariano possa ser de intensa evangelização com Maria, contando com a sua proteção, seguindo os seus exemplos, mas sendo essa Igreja em saída, essa Igreja misericordiosa, que a exemplo de Nossa Senhora vai ao encontro dos irmãos para compartilhar a alegria do Evangelho de Jesus Cristo – alegria da fé em Cristo’.

Concretamente, sugerimos três propostas principais:

1 – Visita de Maria a minha casa;
2 – A vivência intensa do mês de maio;
3 – A realização da Semana Mariana no mês de outubro – mês missionário e mês do rosário;

1. Visita de Maria a minha casa

Cada família das comunidades recebe a capelinha de Nossa Senhora Aparecida e reveza a cada dois ou três dias ou uma semana com sua vizinhança, vivenciando um momento de oração. Sugere-se que toda a família reze em união o terço ou uma Ave Maria e a oração de consagração da família a Nossa Senhora Aparecida. Assim, Maria visita cada casa, semana após semana, como visitou Isabel (Lc 1, 39 – 56), levando seu divino filho, Jesus Cristo.

2. Vivência do mês de maio

Durante o mês de maio, vivê-lo intensamente com a companhia de Nossa Senhora Aparecida. Sugere-se:

• A reza do terço diariamente em cada família da comunidade;
• Encontros marianos nas famílias;
• Celebração da festa de Nossa Senhora de Fátima – 13 de maio;
• Celebração do dia internacional da família – 15 de maio (Pastoral Familiar);
• Missas Marianas nas ruas;
• Encerramento com a coroação de Nossa Senhora nas comunidades e Matriz, envolvendo as crianças, adolescentes e jovens;
• Atividades culturais – festivais de músicas marianas, apresentações, etc.;

3. Semana Mariana

Programar-se-á uma Semana Mariana em outubro, mês do rosário e missionário, quando se dará o encerramento do Ano Mariano.

Sugere-se como programação geral para essa semana:

• Missa de abertura – dia 05/10;
• Visita às famílias;
• Momentos marianos ao longo de toda a semana nas comunidades;
• Encerramento do Ano Nacional Mariano na festa de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, dia 12/10, com a presença de todas as comunidades;

4. Outras sugestões para o decorrer do ano

• Incentivo maior à celebração das festas nas comunidades que têm Nossa Senhora como padroeira;
• Incentivo às famílias para que tenham em suas casas um altar dedicado à Nossa Senhora;
• Promoção do “Dia do Sim”: encontro vocacional para adolescentes e jovens da catequese, do grupo de coroinhas, da PJ, etc. em agosto;
• Promover uma ação social concreta – Terço dos Homens e Terço das Mulheres;
• Celebração Mariana com os enfermos (Cf. Missal – Coletânea de Missas de Nossa Senhora, CNBB, p. 227)– sugestão: dia 20 de abril, festa de Nossa Senhora da Saúde, organizada pelos Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística, Pastoral do Idoso e Legião de Maria;
• Visita da capelinha de Nossa Senhora Aparecida a todas as casas dos catequizandos – responsáveis: Catequistas e Equipe de Liturgia da Catequese;
• Celebração da Misericórdia – Celebrar a festa de Nossa Senhora, Rainha e Mãe de Misericórdia (Cf. Missal – Coletânea de Missas de Nossa Senhora, CNBB, p. 203) e promover um dia de confissão – responsável: Grupo da Misericórdia;
• Retiro para os jovens – “300 anos de bênçãos: com a Mãe Aparecida, Juventude em Missão!”
• Cenáculo Mariano Paroquial – RCC;
• Curso de Mariologia;
• Semana Nacional da Família – 13 a 19 de agosto – responsável: Pastoral Familiar;
• Abordar como temática dos festejos da Matriz e comunidades – Ano Nacional Mariano e o Documento 105 da CNBB – Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade;

‘A celebração dos 300 anos é uma grande ação de graças’. Nós queremos render graças a Deus por nos ter dado uma mãe (Jo 19, 27). Também, queremos imitá-la, posto que se ‘nossa devoção a Maria não nos leva a um maior conhecimento da Palavra de Deus e a um amor que se aplica em cumprir tudo o que Jesus nos diz (cf. Jo 2,5), podemos sinceramente questionar a sinceridade dessa devoção’.

‘A companhia e a proteção maternal de Nossa Senhora Aparecida nos ajude a progredir como discípulas e discípulos, missionárias e missionários de Cristo!’

Notícias recomendadas

Comentários

Publicidade

MAIS LIDAS

Dom Valentim Lazzari

Nasceu em Cologno al Serio (Bergamo-Itália) aos 03 de janeiro de 1925. Fez sua profissão religiosa na província capuchinha de Milão aos 14 de...

Paróquia São Francisco e São José Operário | Presidente Dutra, São José

Padroeiro: São Francisco e São José Operário Endereço: Rua Frei Renato, s/nº, Bairro São José CEP: 65-760-000 - Presidente Dutra-MA Fone: (99) 3663-3683 E-mail: [email protected]   Filhos da Caridade Canossianos...

Nota de esclarecimento da Diocese de Grajaú sobre propriedade do Hospital São Francisco de Assis

Respondendo às informações distorcidas divulgadas pelos meios de comunicação em Grajaú, em relação ao Hospital São Francisco, a Diocese ESCLARECE que o Hospital com...
X