DECRETO Nº 08/2020: Determinações em vista da pandemia do Coronavírus (COVID-19)

MAIS NOTÍCIAS

Baixe aqui o Decreto em PDF

Na tarde desta terça-feira (17/02), o Bispo Diocesano de Grajaú, Dom Frei Rubival Cabral Britto, divulgou Decreto de Nº 08/2020, sobre as determinações em vista da pandemia do COVID-19, considerando vários aspectos importantes, entre eles, a missão da Igreja de fomentar iniciativas de esperança e solidariedade para proteção das pessoas e preservação da vida.

No Decreto, o bispo determina que as Igrejas sejam abertas e bem higienizadas, inclusive para a visitação dos fiéis; Convoca a Pastoral da Comunicação Diocesana e de cada Paróquia a realizarem as devidas transmissões das missas; Cancela todos os encontros de movimentos e pastorais, catequeses com crianças, adolescentes, jovens e adultos; inclusive as procissões, via sacras, teatros, programadas para a semana santa e as festas pascais.

Lembra ainda que permanecem as orientações do protocolo nº 06/2020 de 28/02/2020; e que está confirmada a Missa da Unidade na Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, em Dom Pedro­-MA, suspende a participação das caravanas das paróquias para este dia.

Sob o olhar maternal de Nossa Senhora Imaculada Conceição, o Pastor Diocesano, recomenta no item 15, a recitação do Santo Terço, para afastar o flagelo desta epidemia.

LEIA O DECRETO NA INTEGRA

 


DOM FREI RUBIVAL CABRAL BRITTO OFM. CAP.

por mercê de Deus e da Santa Sé Apostólica

BISPO DIOCESANO DE GRAJAÚ

Por zelo ao rebanho que o Senhor, o Bom Pastor, nos concedeu, dispomos sobre determinações em vista da pandemia do COVID-19, a saber:

– considerando o complexo quadro gerado pela pandemia do Coronavírus, as últimas enchentes em nosso território diocesano e o fluxo crescente de pessoas retornando para suas famílias de diversas regiões do Brasil por diversos motivos;

– considerando a missão da Igreja de fomentar iniciativas de esperança e solidariedade para proteção das pessoas e preservação da vida;

– considerando as dificuldades e a complexidade que o momento impõe como desafio à nossa fé, à esperança e a unidade de todos;

– considerando o parecer de alguns profissionais de saúde, as orientações da CNBB, as determinações do Governo do Estado do Maranhão, dos prefeitos de alguns Municípios de nosso território diocesano;

– considerando as ameaças de uma pandemia viral à saúde de todos, seguindo as orientações das autoridades sanitárias,

DETERMINO,

1. Estejam as Igrejas abertas e bem higienizadas, inclusive para a visitação dos fiéis;

2. Conforme o Cânone 1248, parágrafo 2 do Código de Direito Canônico, dispensamos do preceito da Santa Missa Dominical os idosos, as gestantes e as pessoas em situação de risco de saúde; estas se unam espiritualmente à participação do Sacrifício Eucarístico pelos diversos meios de comunicação social, que o transmitirão; Convocamos a PASCOM Diocesana e de cada Paróquia a realizarem as devidas transmissões;

3. Os Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística, assistam com os devidos cuidados sanitários, os enfermos que lhes são confiados;

4. Convocamos a comunidade de fé e toda pessoa de boa vontade a viverem o exercício da solidariedade, da caridade e da compaixão, especialmente para com as pessoas mais vulneráveis de nossa sociedade;

5. Sejam mantidas todas as celebrações em honra do glorioso São José nas Paróquias e comunidades. Não sejam realizadas, contudo, quermesses e a tradicional procissão;

6. Determinamos o cancelamento de todos os encontros de movimentos e pastorais, catequeses com crianças, adolescentes, jovens e adultos; inclusive as procissões, via sacras, teatros, programadas para a semana santa e as festas pascais;

7. Cancelados os mutirões de confissões, o que não exime os sacerdotes de estarem disponíveis em suas paróquias para os devidos atendimentos aos fiéis, observe-se a proximidade do penitente e do confessor, inclusive para conceder-lhes os sacramentos e assistirem-nos pela caridade fraterna; procurem apenas em caso grave de necessidade, o padre estará disponível para atende-lo com as devidas precauções; às celebrações penitenciais comunitárias (confissões comunitárias) não estão autorizadas nesta Diocese;

8. Seja providenciado, segundo as possibilidades, nas entradas das Igrejas álcool gel 70º para higienização das mãos dos fiéis;

9. Diversifiquem os horários de missas dominical para que seja diminuído nas assembleias o número de fiéis; evitar aglomeração de pessoas ao máximo;

10. Permanecem as orientações do protocolo nº 06/2020 de 28/02/2020, a saber: omitir o abraço da paz; não dar as mãos durante a oração do Pai Nosso; distribuir a sagrada comunhão apenas sob uma espécie e diretamente nas mãos diante do ministro; para tanto os sacerdotes façam uma breve catequese a cerca da maneira correta de comungar;

11. Cuidem os sacerdotes, com os devidos cuidados, de darem o devido conforto aos enfermos e aos profissionais de saúde;

12. Confirmada a Missa da Unidade na Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré, em Dom Pedro­MA. Determinamos a suspenção das caravanas das paróquias para este dia;

13. Durante a celebração da Paixão do Senhor, na sexta-feira Santa, no momento da Adoração da Cruz, evite-se que os fiéis beijem-na; para tanto, proceda-se o que diz o Missal Romano: (…) “o sacerdote toma a cruz e, de pé diante do altar, convida o povo em breve palavras a adorá-lo em silêncio, mantendo-a erguida por um momento” (Pág. 261 nº 9);

14. Autorizo e recomendo, durante os dias da semana, desde que não seja solenidade, utilizar no Missal Romano a Missa “Em tempo de guerra e calamidade” (cf pág. 912/913 nº 23) ou um dos formulários “Em qualquer necessidade” (cf pág. 917, nº 38);

15. Sob o olhar maternal de Nossa Senhora Imaculada Conceição recomendamos a recitação do terço para afastar o flagelo desta epidemia.

16. Estas recomendações sejam rigorosamente observadas e cumpridas por todas as Paróquias, Áreas Pastorais e Missionárias, bem como todos os estabelecimentos católicos de educação, saúde, casa de idosos, casa terapêutica, presentes no território desta Diocese.

17. Valendo-me da compreensão de todos, renovo a consagração desta Diocese de Grajaú a Virgem Maria, São José e São Miguel, Arcanjo;

18. O presente Decreto entra em vigor nesta data e terá validade de 30 dias ou até que se fizer necessário. As situações omissas neste decreto sejam encaminhadas e dirimidas diretamente com o Bispo Diocesano;

19. Seja esse decreto lido em todas as missas, publicado nos meios de comunicação e afixado no quadro de avisos das paróquias, comunidades.

Seja esse tempo quaresmal celebrado com espírito de verdadeira conversão e solidariedade.

 

Dom Frei Rubival Cabral Britto OFMCap.

Bispo Diocesano de Grajaú

Ir. Maria Clara Nascimento Santana

Chanceler

 

Notícias recomendadas

Comentários

Publicidade

MAIS LIDAS

Círculo Bíblico – 01

BAIXE O CÍRCULO BÍBLICO - 01 EM PDF No Círculo Bíblico nº 01, nossas comunidades irão refletir o texto de Mt 6,1-6.16.18, onde Jesus nos...

Características gerais

HISTÓRICO: A Prelazia de São José de Grajaú foi criada em 10/02/1922 pela Bula “Rationi congruit” do Papa Pio XI, desmembrada da então Diocese de...

RESUMO HISTÓRICO – CRONOLOGIA

DATA ACONTECIMENTO 10/02/1922 CRIAÇÃO DA PRELAZIA DE SÃO JOSÉ DE GRAJAÚ 04/08/1981 ELEVAÇÃO À DIOCESE DE SÃO JOSÉ DE GRAJAÚ 09/10/1984 DENOMINADA COMO: DIOCESE DE GRAJAÚ
X