É uma vergonha!

0
924

Sim prezados cidadãos grajauenses, é uma vergonha o que está acontecendo nestes dias em nossa cidade. Uma campanha midiática suja, de denigração, contra uma instituição plurissecular e respeitada no mundo todo, não somente no Brasil, como é a Congregação dos Padres Camilianos.  Agora é de se perguntar, quem é que não gosta do trabalho dos Camilianos? Será que é o povo grajauense como um todo, ou é uma parte dele? Que parte é essa? Apesar da tragédia pelo fechamento do Hospital São Francisco de Assis (HSF), sendo ele um pequeno sinal do Reino de Deus entre nós, ele está recebendo o mesmo tratamento de todos os discípulos de Jesus: manipulação, mentiras, exploração, até morrer. Mas nem morto ele tem paz.

Depois que ele morreu, quem é que está tão interessado por ele? Uma pequena elite, que quer transforma-lo numa clínica, para a elite do sul do Maranhão, aonde você terá que pagar R$ 300,00 a consulta, usando ainda o nome de fr. Alberto. É muita maldade! Povo de Grajaú, cadê você? Ainda não acordou? Se estes “bom samaritanos” acorridos para salvar o HSF tivessem amor por ele, por que nunca doaram nada, nem uma hora de serviço, para contribuir na manutenção dele? Talvez se tivessem feito contratos de favor pelo HSF não teriam estrangulados as contas das Secretarias de Saúde ao longo destes anos. Mas agora que é para comprar, ou seja para se apoderar dele, o dinheiro apareceu, da noite para o dia. De onde vem todo este dinheiro?

Mas também está na hora do povo acordar a respeito do papel mercenário da nossa mídia. Nestes dias rodou muito este termo das línguas neolatinas. Mas será que conhecemos o significado desta palavra. O dicionário Aurélio define mercenário “quem trabalha por dinheiro, ou só pelo interesse da paga”. Eu pergunto a vocês, de quem recebeu o dinheiro Pe. Francisco para fechar o HSF? Qual seria o interesse particular dele para se vender? Toda palavra tem seu significado e seu peso. Agora jogar acusações dessas no ar, sem nenhuma comprovação, se configura como crime de calúnia e difamação de uma pessoa honesta. Mas por que será que a nossa mídia ousou atirar tão alto assim? Não será porque ela sim tem dono e a ele deve servir? Infelizmente, a começar da nossa “mãe” Globo, que transformou o golpe parlamentar numa mini série, toda a nossa mídia nem sabe o que é servir a Verdade, como declamam em todas as frequências. Ela infelizmente é a forma mais sofisticada com que as elites contemporâneas manipulam e controlam as massas populares, inventando realidades que não existem.

Exatamente isso está acontecendo há vários dias, depois que saiu a data do fechamento do HSF. Em lugar de aprofundar as causas reais da quebra do hospital, certa mídia mercenária continua alimentando esta “caça às bruxas”, bem identificadas com os Camilianos e, no específico, Pe. Francisco. Assim, mesmo sabendo que a construção do Hospital Geral foi uma aberração política e estratégica, que somente a oligarquia Sarney e seus afilhados podia querer, mesmo assim, agora que está feito, se ele e o Santa Neuza funcionarem como hospitais e não como lavagem de dinheiro, dão conta das necessidades de Grajaú; de qualquer maneira, depois da PEC 241, não adianta continuar mentindo ao povo, dizendo que o SUS pode manter três hospitais em Grajaú. Esta é só mentira política, para iludir o povo.

Agora, se a sociedade civil não aprender a se organizar e a fiscalizar os que estão no poder, tanto faz ter um, dois, três ou vinte hospitais em Grajaú. O dinheiro sempre será desviado e nunca vai chegar ao povo na forma de serviços e equipamentos. Por que será que a atual Secretaria de Saúde nunca apresentou uma prestação de conta ao Conselho Municipal da Saúde? Será por que não têm computadores aptos para cálculos tão complexos?

E termino repetindo o que venho dizendo há muitos dias. A tragédia do HSF não terá sido em vão, se o povo aprender, por ela, a ocupar as salas do poder e fiscalizar os politiqueiros, que as ocupam indevidamente.