Dom Roberto Colombo de Castellanza

0
1898

Nasceu em Castellanza /Milão-Itália) aos 21 de fevereiro de 1870. Tendo ingressado na província capuchinha de Milão, fez sua profissão religiosa em 1887 e foi ordenado presbítero aos 19 de maio de 1894.

Veio ao Brasil em 1898 com um grupo de jovens missionários trazidos por frei Reinaldo de Paullo. Na Itália foi professor por alguns anos no Seminário seráfico de Sovere. Aqui na Missão seus primeiros labores foram na Colônia indígena de Santo Antônio do Prata (Pará). Em seguida, destinado a Barra do Corda, foi desobrigante por 12 anos no meio dos índios e sertanejos. Partindo da sede paroquial, percorreu incansável as freguesias de São Luís Gonzaga, Loreto, Riachão, Grajaú, Santo Antonio do Prata, Arari e Vitória. Na época do massacre de Alto Alegre, foi ele que recebeu das mãos de frei Estevão, superior da casa, os despojos dos co-irmãos tombados pela fé.

Destinado em 1910 à residência de Fortaleza, com abnegado zelo administrou o Santuário do sagrado Coração de Jesus. Em 1916 nomeado Superior Regular da Missão, desdobrou-se do Ceará ao Pará em viagens cansativas para animar os missionários em suas tarefas. Em 1922 foi nomeado Administrador Apostólico da recém-criada Prelazia de São José de Grajaú. Em 1924 foi eleito bispo titular de Camaco e sagrado na Catedral metropolitana de São Luís em 1925.

No ano seguinte, na Itália aonde tinha ido em busca de recursos para a Prelazia, os médicos o advertiram sobre suas precárias condições de saúde. Ao voltar junto ao seu rebanho, a doença se manifestou rapidamente em toda a sua virulência. Sendo tratado em São Luís e não obtendo resultados, a conselho dos médicos se transferiu a Fortaleza. Lá concluiu sua trabalhosa jornada apostólica aos 08 de novembro de 1927.